Contigo nunca me perco, perdendo-me ! (Ricardo Santos)

sábado, 31 de março de 2012

Chico Anysio – Humorista / homenagem (II)

Francisco Anysio de Oliveira Paula Filho, conhecido como Chico Anysio (Maranguape, 12-04-1931 — Rio de Janeiro, 23-03-2012) - Foi um humorista, actor, escritor, compositor e pintor brasileiro, notório pelos seus inúmeros “sketches”, quadros e programas humorísticos na Rede Globo, com a qual tinha contrato. ...      
                   
Painho e o Dia da Criança        
                 
              
                 
Show Especial                
                  

5MJZ (XIII) – Dexter Gordon Quintet

(Dados Biográficos In Wikipédia e/ou In AllMusic.Com - Todos os excertos das biografias foram adaptados e algumas vezes traduzidos por Ricardo Santos; e ainda In Duarte, José, História do Jazz, 2ª. Edição, Editora Sextante, Novembro de 2009)                
                  
Se Luís Villas-Boas é considerado o pai do Jazz em Portugal, José Duarte é também uma figura proeminente e importante na divulgação deste género musical no nosso País.
Estamos a passar, com o auxílio do “Youtube”, como é habitual, algumas das músicas, consideradas obrigatórias pelo José Duarte e constantes numa edição de três CD’s sobre o programa “Cinco Minutos de Jazz”, começado na década de 60 (1966), no “Rádio Renascença”, depois na Rádio Comercial e mais tarde na Antena 1, onde ainda hoje e há mais de 40 anos se divulga o improviso na rádio do nosso país.               
                     
Dexter Gordon (Los Angeles, Califórnia, EUA, 27-02-1923 - New York, EUA, 25-04-1990) -  Foi um músico de jazz norte-americano, considerado um dos pioneiros do “Bebop”. Entre 1940 e 1980 tocou com grandes nomes, tais como Lionel Hampton (vibrafobe), Tadd Dameron (piano), Charles Mingus (contrabaixo), Louis Armstrong (trompete) e Billy Eckstine (cantor e trompete). Também tocou, durante alguns meses de 1947, com a orquestra de Fletcher Henderson (piano).
Gordon era considerado um virtuoso, particularmente pelo seus duetos de saxofone com Wardell Gray (saxofone tenor), com o qual gravou vários álbuns entre 1947 e 1952.
Fez diversas aparições em filmes durante a sua vida, entre elas, a do filme “The Connection”, de 1960, para o qual também compôs a banda sonora. Depois disso, passou 15 anos residindo na Europa, principalmente em Paris e Copenhague. Neste período, retornou algumas vezes aos Estados Unidos para gravar. Os sete álbuns que lançou pela etiqueta “Blue Note Records” neste período (Doin' Allright, Dexter Calling…, Go, A Swingin' Affair, Our Man in Paris, One Flight Up, e Gettin' Around) são considerados os seus melhores trabalhos.
Em 1976 regressou aos EUA, apresentando-se no clube de jazz “Village Vanguard”, com grande sucesso. Lançou, posteriormente, vários álbuns pela etiqueta “Columbia Records”.
Em 1986, no filme “Round Midnight” fez o papel de um músico de jazz, pelo qual recebeu uma nomeação para o “Óscar de Melhor Actor”.            
                 
"Darn That Dream", música de Jimmy Van Heusen e letra de Eddie DeLange, publicado em 1939 (*). Aqui para o álbum “One Flight Up” com o seu quinteto, composto por Donald Byrd (trompete), Dexter Gordon (saxofone tenor), Kenny Drew (piano), Niels-Henning Orsted Pedersen (contrabaixo) e Art Taylor (bateria).            
               
(*) 1939 – Adolf Hitler invade a Polónia, dando início à II Guerra Mundial; Morre Sigmund Freud; Victor Fleming realize o filme “E Tudo o Vento levou; John Steinbexk escreve o livro “As Vinhas da Ira”.              
                 

Jazz Standards (LVI)

(Dados Biográficos In Wikipédia e In AllMusic.Com - Todos os excertos das biografias foram adaptados e algumas vezes traduzidos por Ricardo Santos)        
                        
(Sobre o tema em questão, algumas palavras retiradas de “in http://www.jazzstandards.com/compositions/index.htm” - adaptação e tradução por Ricardo Santos)            
              
Caravan (#17) - Música de Duke Ellington e Juan Tizol, e Letra de Irving Mills 
Barney Bigard e “His Jazzopaters” estrearam "Caravan" pela etiqueta “Variety” em Dezembro de 1936. A gravação entrou nas tabelas dos mais vendidos, em Junho de 1937, subindo até ao quarto lugar. Um mês depois, a gravação de Duke Ellington e sua orquestra, na editora Master (impressa em Maio de 1937), encontrou o seu caminho nas tabelas e subiu ao 20º. lugar.              
                  
Thelonious Monk (Rocky Mount, EUA, 10-10-1917 — Weehawken, New Jersey, EUA, 17-02-1982) - gravado em New Jersey, em Julho de 1955. Com Thelonious Monk (piano), Oscar Pettiford (contrabaixo) e Kenny Clarke (bateria).           
                  
                   
                    
Boston Brass (1986 - 20xx) – Ao vivo com os “Boston Brass”. Gravado em Novembro de 2007, em Duluth, Minnesota. Com Jeff Conner (trompete), Chris Castellanos (trompa), Lance LaDuke (trombone), Andrew Hitz (tuba) e Jose Sibaja (trompete).                
                      
                
                   
Oscar Peterson (Montreal, Canada, 15-08-1925 - 23-12-2007) trio – Oscar Peterson (piano), Niels-Henning Örsted Pedersen (contrabaixo) e Martin Drew (bateria).               
                    
                    
                        
Duke Ellington (Washington, EUA, 29-04-1899 — New York, EUA, 24-05-1974) – A segunda música do lado “B” do álbum "Money Jungle". Gravado na editora “Sound Makers”, em 17 de Setembro de 1962, com Duke Ellington (piano), Charles Mingus (contrabaixo) e Max Roach (bateria).                
                    

Venda Urgente - Interacção Humorística (LXI)

Em 25-06-2010. Obrigado.           
             
Vende-se Terreno Soalheiro , c/ 3 frentes. Urgente! Bom preço !!!

Gira-Discos (XXV)

(Dados Biográficos In Wikipédia e/ou In AllMusic.Com - Todos os excertos das biografias foram adaptados e algumas vezes traduzidos por Ricardo Santos)             
                 
Despe e Siga (1994 – 2000) - Foi uma banda portuguesa, criada, como uma espécie de alter-ego da banda “Peste & Sida”, pelos mesmos membros desta banda. Um dos seus maiores sucessos foi 'Festa' de 1994. As primeiras aparições de Luís Varatojo, João San-Payo, Fernando Raposo e Nuno Rafael, como “Despe e Siga” foram feitas no início da década de 90. Estávamos em 1991 e a banda passava então a usar também o cartão de visita com a marca “Despe e Siga”, a par do título de “Peste & Sida”.
A ideia era tocar versões, pegar em temas de bandas como os “Pogues” ou os “Madness” e cantá-las dentro do mesmo ritmo, mas em português. No entanto, o arranque foi feito de maneira diferente. Luís Varatojo e companhia e agarraram em temas em inglês que costumavam tocar nos ensaios e transpuseram-nos para o palco, e quando o último disco dos “Peste” via luz do dia, em 1992, já os “Despe e Siga” davam concertos no bar BBB, da Costa da Caparica, onde actuaram regularmente, até ao Verão do ano seguinte.       
                 
"Bué da Baldas”, de 1994, do álbum “Despe e Siga”.                 
                        
                
                         
Festa”, de 1994, do álbum “Despe e Siga”.                
                     

Gira-Discos (XXV)

(Dados Biográficos In Wikipédia e/ou In AllMusic.Com - Todos os excertos das biografias foram adaptados e algumas vezes traduzidos por Ricardo Santos)           
               
The  Shadows (195x – 1990) - Foi um grupo “Pop” britânico com um total de 69 singles no Reino Unido. 35, como "The Shadows" e 34 como "Cliff Richard & The Shadows”, de 1950 a 2000. Cliff Richard em conversa informal com a imprensa britânica de rock frequentemente se refere aos “The Shadows” pelo seu apelido, "The Shads​​".
Também foram sucesso nas tabelas britânicas, os “EP’s”, que foram compilados por várias publicações diferentes durante a década de 1960, com base em estatísticas de vendas a partir de um número limitado de revendedores em todo o país. “The Shadows” e “Cliff Richard & The Shadows”, cada uma, com quatro EPs no primeiro lugar de vendas.
De acordo com a “British Hit Singles & Albums” (edição 19), "The Shadows" são o terceiro maior sucesso do Reino Unido em vendas. Somente atrás de Elvis Presley e, do próprio, Cliff Richard.
Pioneiros do formato de quatro membros, de grupo de “Rock” (composto por guitarra, guitarra ritmo, guitarra, baixo e bateria) no Reino Unido, o grupo conheceu uma segunda altura de sucesso e interesse na sua música, a partir de finais dos anos 70, até à dissolução em 1990. O seu som único de guitarra foi originalmente produzida por uma combinação de guitarras Fender americanas, amplificadores britânicos feitos pela Vox e unidades de eco “Meazzi”, fita e disco magnético, da “Echomatic Binson”.         
               
Apache”, de 1960, composta por Jerry Lordan.        
          
          
                     
Riders in The Sky”, de 1948, composta por Stan Jones.             
                 

sábado, 24 de março de 2012

Chico Anysio – Humorista / homenagem (I)

(Dados Biográficos In Wikipédia e/ou In AllMusic.Com - Todos os excertos das biografias foram adaptados e algumas vezes traduzidos por Ricardo Santos)    
              
Francisco Anysio de Oliveira Paula Filho, conhecido como Chico Anysio (Maranguape, 12-04-1931 — Rio de Janeiro, 23-03-2012) - Foi um humorista, actor, escritor, compositor e pintor brasileiro, notório pelos seus inúmeros “sketches”, quadros e programas humorísticos na Rede Globo, com a qual tinha contrato.                                 
...
O humorista cearense Francisco Anysio de Oliveira Paula Filho faleceu na tarde da última sexta-feira, 23 de Março, no Rio de Janeiro. Um mito, que deixou este mundo, para fazer sorrir o plano superior. Chico Anysio, pela primeira vez, fez o Brasil ficar triste.           
                
Na estreia do programa "Chico Total" em 1996, Chico Anysio recebe um convidado especial Dénis Carvalho, além da participação de Luiz Carlos Tourinho.             
                 
              
                     
Escola Professor Raimundo (episódio 42)             
               

Jazz Standards (LV)

(Dados Biográficos In Wikipédia e In AllMusic.Com - Todos os excertos das biografias foram adaptados e algumas vezes traduzidos por Ricardo Santos)             
                  
(Sobre o tema em questão, algumas palavras retiradas de “in
http://www.jazzstandards.com/compositions/index.htm” - adaptação e tradução por Ricardo Santos)            
             
Sweet Georgia Brown (#16) - Música e Letra de Ben Bernie, Ken Casey e Maceo Pinkard
Como populares veículos de improvisação, muitas músicas não suportaram a transição do estilo solto Dixieland dos "Loucos Anos Vinte" ao som do bom “Swing” da década de 30. Elas estavam sem cerimónia fora do reportório dos músicos de jazz, actuações e gravações, e, ao longo do tempo, relegadas para colecções da época e bandas especiais. Há, no entanto, um punhado de canções escritas nos meados dos anos vinte ou anterior que persistiram como os mais altos standards de jazz: "WC Handy St. Louis Blues "(1914) e de George e Ira Gershwin, "The Man I Love "(1924) e "Oh, Lady Be Good " (1924). No entanto, a canção com mais resistência do que qualquer das citadas, é "Sweet Georgia Brown".
 "Sweet Georgia Brown" foi imediatamente popular. Ben Bernie e a sua orquestra gravaram-na e desde logo, permaneceu nas tabelas  durante 13 semanas, posicionando-se em número um, por cinco semanas seguidas.             
                
Django Reinhardt (Liberchies, Pont-à-Celles, Bélgica, 23-01-1910 - Fontainebleau, França, 16-05-1953)            
                 
            
                  
Bing Crosby (Tacoma, Washington, EUA, 03-05-1903 — Madrid, Espanha, 14-11-1977) & Isham Jones Orchestra.        
               
               
                     
Letra (versão de Bing Crosby)         
                   
No gal made has got a shade
On sweet Georgia brown,
Two left feet, but oh, so neat,
Has sweet Georgia brown!
They all sigh, and want to die,
For sweet Georgia brown!
I'll tell you why,
And you know i don't lie, not much:
It's been said she knocks 'em dead,
When she lands in town!
Since she came, why it's a shame,
How she cools them down!
Fellas she can't get
Must be fellas that she ain't met!
Georgia claimed her, Georgia named her,
Sweet Georgia brown !             
                 
Ella Fitzgerald (Newport News, EUA, 25-04-1917 — Beverly Hills, EUA, 15-06-1996) & Duke Ellington Orchestra            
                    
             
                    
Letra (versão de Ella Fitzgerald)             
              
No gal made has got a shade
On sweet Georgia brown,
Two left feet, but oh, so neat,
Has sweet Georgia brown!
They all sigh, and want to die,
For sweet Georgia brown!
I'll tell you just why,
You know i don't lie, not much:
It's been said she knocks 'em dead,
When she lands in town!
It’s a shame, what a shame,
How she cools them down!
Fellas she can't get
Fellas she ain't met!
Georgia named her, Georgia claimed her,
Sweet Georgia brown!
No gal made has got a shade
On sweet Georgia brown,
Two left feet, but oh, so neat,
Has sweet Georgia brown!
They all sigh, and want to die,
For sweet Georgia brown!
I'll tell you just why,
You know i don't lie, not much:
All those gifts those courters give,
To sweet Georgia brown,
They buy clothes at fashion shows,
With one dollar down,
Oh, boy ! tip your hat !
Oh, joy ! she's the cat !
Who's that, mister? 'tain't a sister !
Sweet Georgia brown !
Georgia named her, Georgia claimed her,
Sweet Georgia brown !          
               
Lamento, algumas eventuais falhas nas letras, encontradas na Internet, devido à própria improvisação dada pelos seus intérpretes, e muitas vezes de difícil entendimento. (Ricardo Santos)            
             
Oscar Peterson (Montreal, Canada, 15-08-1925 - 23-12-2007) – Gravação da televisão italiana RAI, ao vivo no "Bussoladomani", Lido di Camaiore, em Itália (1985), com Oscar Peterson (piano), Joe Pass (guitarra) e Niels-Henning Örsted Pedersen (contrabaixo)        
                 

5MJZ (XII) - Duke Ellington

(Dados Biográficos In Wikipédia e/ou In AllMusic.Com - Todos os excertos das biografias foram adaptados e algumas vezes traduzidos por Ricardo Santos; e ainda In Duarte, José, História do Jazz, 2ª. Edição, Editora Sextante, Novembro de 2009)            
                 
Se Luís Villas-Boas é considerado o pai do Jazz em Portugal, José Duarte é também uma figura proeminente e importante na divulgação deste género musical no nosso País. 
Estamos a passar, com o auxílio do “Youtube”, como é habitual, algumas das músicas, consideradas obrigatórias pelo José Duarte e constantes numa edição de três CD’s sobre o programa “Cinco Minutos de Jazz”, começado na década de 60 (1966), no “Rádio Renascença”, depois na Rádio Comercial e mais tarde na Antena 1, onde ainda hoje e há mais de 40 anos se divulga o improviso na rádio do nosso país.        
                
Edward Kennedy "Duke" Ellington (Washington, EUA, 29-04-1899 — New York, EUA, 24-05-1974) - Foi um compositor de Jazz, pianista e chefe de orquestra norte-americano e eternizado com a alcunha de "The Duke". Foi distinguido com a “Presidential Medal of Freedom” (condecoração norte-americana) em 1969, e com a “Legião de Honra” (condecoração francesa) em 1973. Foi ainda o primeiro músico de Jazz a entrar para a “Academia Real de Música” de Estocolmo, e foi doutor “Honoris Causa” nas mais importantes universidades do mundo.
A música de Duke Ellington foi uma das maiores influências no jazz desde a década de 1920 até à de 1960. Ainda hoje suas obras têm influência apreciável e é, por isso, considerado o maior compositor de Jazz norte-americano de todos os tempos. Entre os seus muitos êxitos encontram-se "Take the A Train" (letra e música por Billy Strayhorn), "Satin Doll", "Rockin' in Rhythm", "Mood Indigo", "Caravan", "Sophisticated Lady", e "It Don't Mean a Thing (If It Ain't Got that Swing)". Durante os anos 20 e 30, Ellington partilhava frequentemente os seus créditos de compositor com seu “manager” Irving Mills, até que no final dos anos 30 desentenderam-se. Billy Strayhorn passou a ser o colaborador de Ellington desde 1940 até à sua morte nos anos 70.
Ellington tinha a preocupação de adaptar as suas composições de acordo com o talento dos músicos que compunham a sua orquestra, entre eles estiveram Johnny Hodges, Bubber Miley, Joe "Tricky Sam" Nanton, Barney Bigard, Ben Webster, Harry Carney, Sonny Greer, Otto Hardwick, e Wellman Braud. Muitos músicos permaneceram ao lado de Ellington durante décadas.
Duke Ellington nasceu na capital dos Estados Unidos, filho de James Edward Ellington e Daisy Kennedy Ellington. O seu pai, James, trabalhava como desenhista na marinha dos Estados Unidos, e também como mordomo na Casa Branca para ganhar mais algum dinheiro.
O seu primeiro emprego, no entanto, não foi na música. A sua grande paixão antes do piano foi o “baseball”, e para poder ver seus ídolos, arranjou um emprego de vendedor de amendoins. Costumava dizer que esse emprego ajudou-o a vencer a timidez, uma vez que tinha de gritar para conseguir vender os amendoisn e ganhar alguns trocos.        
                 
Black Beauty", de 26 de Março de 1928        
                
(*) 1928 – Óscar Carmona é eleito presidente da República Portuguesa e António de Oliveira Salazar, ministro das Finanças; Edwin Hubble apresenta a teoria do “Big Bang” que descreve o nascimento do Universo; Alexander Fleming descobre a penicilina; e Maurice Ravel compõe o seu célebre “Bolero”.         
              

Mais 2000 Amigos Facebook - Interacção Humorística (LX)

“Filho de peixe” sabe nadar (V)

(Dados Biográficos In Wikipédia e/ou In AllMusic.Com - Todos os excertos das biografias foram adaptados e algumas vezes traduzidos por Ricardo Santos)            
                  
Um obrigado especial à minha filha !            
                 
Max Frederico Viana (Rio de Janeiro, Janeiro de 1973 – 20xx) - É um cantor, compositor e guitarrista brasileiro. Entre suas influências musicais estão ritmos como “Jazz”, “Soul”, “Black”, “MPB” e “Flamengo”. Max é filho de Djavan e possui ascendência holandesa do lado paterno. Max abandonou a faculdade de Economia para estudar no “Guitar Institute of Technology”, em Los Angeles, onde teve aulas com o exímio guitarrista Scott Henderson. Ao regressar ao Brasil tocou com o cantor de “charme” Edmon, gravou com Zé Ricardo, integrou a banda “Sindicato Soul” durante três anos, ao lado do vocalista Sérgio Lorosa. Fez parcerias com Jair Rodrigues em canções como "Domingo de Verão" e "Prazer e Luz". Em espectáculos de Bernardo Lobo, dividiu o palco com Chico Buarque, Milton Nascimento e Edu Lobo.
Investiu em aulas de canto para defender as músicas que escrevia. Foi em 1998 a partir de “Bicho Solto” que Max passou a participar dos discos e espectáculos do pai, foram três anos de estrada.
Nesse mesmo ano deu início a gravação do que viria a ser o seu primeiro disco solo “No Calçadão”, que devido às gravações de “Milagreiro”, de Djavan, teve de esperar até o ano de 2003. Quatro anos mais tarde gravou “Com Mais Cor”.              
                  
Te Liguei            
          
            
                  
Sai Daqui Tristeza            
                

Músicas House MD (5ª. Temporada) (XXII)

(Dados Biográficos In Wikipédia e/ou In AllMusic.Com - Todos os excertos das biografias foram adaptados e algumas vezes traduzidos por Ricardo Santos)               
                    
Jada (2002 – 20xx) Jada é um grupo “Pop” eR&B” vocal feminino de Boston, Massachusetts. Elas são conhecidas pela sua mistura de estilos, “Pop”, “Soul”, “Dance” eR&B”,  e suas harmonias melodias de inspiração “gospel”. As “Jada” assinaram pela “Universal Motown Records” em Outubro de 2006. Jada ganhou no Boston Music Awards", o prémio “Outstanding Pop / R&B Music Act Of The Year" em 2008.                
                    
Jada – American Cowboy         
                  
           
                      
Ramsey Emmanuel Lewis Jr. (Chicago, Illinois, EUA, 27-05-1935 – 20xx) – É um compositor de jazz norte-americano, pianista e personalidade da rádio. Ramsey Lewis já gravou mais de 80 álbuns e recebeu sete discos de ouro e três prémios “Grammy”, até agora na sua carreira.
Ramsey Lewis nasceu em Chicago, Illinois. Começou a ter aulas de piano aos quatro anos de idade. Aos 15 anos entrou para a sua primeira banda de jazz,Os Cleffs”, grupo de sete que proporcionou a Lewis o seu primeiro envolvimento com o jazz. Ele viria a formar um grupo, com o baterista Isaac "Redd" Holt e o baixista Eldee Young, denominado “Ramsey Lewis Trio”.
Lewis
 graduou-se naDePaul University”.               
                 
Ramsey Lewis & Mr. Scruff – Do What You Wanna (Mr. Scruff's Soul Party Remix)             
                 
            
                  
Vibroloux (1996 – 20xx) – É uma banda canadiana fundada em 1996, na cidade de Toronto. As suas melhores canções mais conhecidas são “Drown” e “Mind” do seu primeiro álbum. A banda recebeu uma nomeação para "Melhor Vídeo Indie" para a “Muchmusic Awards”. A sua música apareceu entre outros na banda sonora da série de TV “Nikita”.        
               
Steve Clark - guitarra
Paul Puzzella - baixo
Julian Durzi - teclas
Greg Wilkinson – bacteria
Sean Kelly - guitarra          
              
Vibrolux – Spread Your Love           
           

Afinal quem são os burros ? - Interacção Humorística (LIX)

Em 16-06-2010. Obrigado.         
                 
Os burros, o mercado de acções e a crise:           
             
Certo dia, numa pequena e distante vila, apareceu um homem a anunciar que compraria burros a 5 euros cada. Como havia muitos burros na região, todos os habitantes da pequena vila começaram a caça ao burro. O homem acabou por comprar centenas de burros a 5 euros. Quando os habitantes diminuiram o esforço na caça, o homem passou a oferecer 10 euros por  cada burro. Toda a gente foi novamente à caça, mas os burros começaram a escassear e a caça foi diminuindo. É então que o homem aumenta a oferta para 25 euros por burro, mas a quantidade de burros ficou tão reduzida que já não compensava o esforço de ir à caça. O homem anunciou então que compraria os burros a 50 euros. Mas que teria que se ausentar por uns dias e deixaria o seu assistente responsável pela compra dos burros. É então que, na ausência, do homem o assistente faz esta proposta aos habitantes da pequena vila:        
            
- Sabeis os burros que o meu patrão vos comprou ? E se eu vos vendesse esses burros a 35 euros cada ? E assim que o meu patrão voltar vós podeis vende-los a ele pelos 50 euros que  ele oferece, e ganhais uma pipa de massa !!! Que acham ?         
            
Toda a gente concordou. Reuniram todas as economias e compraram as centenas de burros ao assistente por 35 euros cada um.           
                
Os dias passaram e eles nunca mais viram o homem nem o seu assistente - somente burros por todo o lado !          
                 
Entendeste agora como funciona o mercado de acções e por que apareceu a crise ?        
               
E entendes agora onde estão os verdadeiros burros ???