Contigo nunca me perco, perdendo-me ! (Ricardo Santos)

segunda-feira, 27 de março de 2017

Recordações de Lisboa (1951) e do Porto (1956)


Agradecimento a Diamantino Antunes o carregamento no Youtube, deste vídeo da cidade de Lisboa (1951)


Agradecimento a Maria Gomes Gomes o carregamento no Youtube, deste vídeo da cidade do Porto (1956)




Curta-metragem do Manoel de Oliveira que o Rui teve a gentileza de partilhar connosco e enriqueceu a minha publicação. Abraço Rui

22 comentários:

  1. Conhecia o de Lisboa mas não o do Porto, gosto imenso destas imagens antigas com muito menos habitantes/mero quadrado e uma coisa que reparo é que as senhoras andavam muito mais arranjadas do que hoje em dia.:)
    bjs

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. São preciosidades estes videos. Gostaria muito de ter tido uma maquineta de filmar ou fotografar na altura para poder ter recordações da minha Lisboa e não só !
      Relativamente à moda, é melhor não falar porque hoje anda-se de calças de ginástica e de calções (Verão) por tudo quanto é lado. Já vi no São Carlos para ir a uma ópera, pessoal de calções :(. Não comento !!!
      Obrigado Papoila

      Eliminar
  2. O de Lisboa já tinha visto, mas o do Porto está um espetáculo! Obrigada.

    Beijinhos lisboetas, apesar de tudo...

    ResponderEliminar
  3. Caro coetâneo Ricardo Santos.
    O vídeo da capital do reino distante além-mar não conhecia, mas como sou fã do saudoso cineasta Manoel de Oliveira foi muito auspicioso rever o da Invicta. O segundo vídeo é do ano do nosso 3º Natalício.
    Certamente nosso Amigo Pedro Coimbra apreciará o primeiro vídeo por conta da relação afetiva que ele tem com este meio de transporte.
    Caloroso abraço. Saudações memorialistas.
    Até breve...
    João Paulo de Oliveira
    Um ser vivente em busca do conhecimento e do bem viver, sem véus, sem ranços, com muita imaginação, autenticidade e gozo.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Do nosso 3º. natalício sim ! :)
      Obrigado Professor

      Eliminar
  4. O vídeo do Porto já um amigo de Gaia me o tinha enviado por e-mail, o de Lisboa não conhecia. Tanto um como o outro são verdadeiras relíquias.

    Obrigada, gostei muito.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Gosto imenso de descobrir e encontrar imagens destas. Algumas delas, ainda me lembro de ver um pouco mais tarde, na "minha" cidade de Lisboa !
      Obrigado Janita

      Eliminar
  5. Parece que estamos dentro dos filmes da época.
    Maravilha!
    Aquele abraço

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Eu gostaria de me ver ali com um chapéu de côco e uma bengala, e porque não um bigode à Charlie Chaplin ! :)))
      Obrigado e Abraço Pedro

      Eliminar
  6. Não conhecia nem um nem outro. Como os tempos mudam!
    Amanhã vou até à capital e decerto não vou encontrar a calma que vi aqui.
    Gostei destas boas recordações.

    Beijos Ricardo

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Pois são tempos em que nós, seres humanos, ainda éramos conhecidos pelo nosso nome. Agora tudo são números, que número somos, quanto valemos e quanto rendemos ! :(((
      Obrigado Manuela

      Eliminar
  7. gostei muito Ricardo!
    os transportes públicos andavam muito ativos !!!

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Ângela os transportes públicos daquela altura eram um espectáculo. Simpáticos, cómicos, ... uma delícia !
      Obrigado

      Eliminar
  8. Oi Ricardo
    Achei lindissimos os dois vídeos _ o de 1951 mais antigo é meu preferido
    Um passeio espetacular !
    Saudade daqui, saudade de voce!
    Estamos novamente em ação rs depois de uma parada mais longa e necessária.
    abraços Ricardo e obrigada pela preciosidade.
    Ainda nao vi de perto, só do alto do avião, mas breve irei. Gostando muito de visitar países da Europa.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Lis finalmente falamos de novo. Como vais ?
      Faz muito tempo que não sabia de ti e de vires aqui ao "Pacto".
      Muito obrigado pelo teu comentário. Vou passar lá no teu Blogue e ver as tuas fotos !

      Eliminar
  9. Que saudades isso me faz, Ricardo !!!
    A primeira vez que fui a Lisboa foi em 1/1/56, por coincidência o dia da primeira emissão experimental da RTP na Feira Polular ainda na Palhavã !
    Um dia histórico para mim, porque assisti à emissão ! N~
    ao foi longe da data do vídeo. :)
    Quanto ao do Porto, repara, eu tinha 16 anos e desde os 14 fazia 4 viagens diárias de comboio de Ermesinde para o Porto ! ... Os comboios eram mesmo assim, as linhas também, toda aquela paisagem e movimento na cidade, eram precisamente isso , do filme de Manoel de Oliveira !
    Calculas as saudades que isso me faz ?...
    Obrigado, Ricardo e um Grande Abraço !

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Eu em 56 ia fazer 3 anos em Novembro, por isso não me lembro de nada :). Mas ainda me lembro da primeira televisão que os meus Pais compraram. Uma Siera, com três botões na lateral, um ligava e dava a altura de so, o outro a imagem mais clara ou mais escura e o terceiro o contraste.
      Lembro-me também que o meu Pai quando alguém lá ia a casa, visitar-nos, as pessoas entravam, sentavam-se e o meu levantava-se do sofá e desligava o aparelho de TV, dizendo. Se vêm cá visitar-nos é para falar connosco, caso contrário ficavam em vossas casas a ver televisão :) !
      Rui acredito que te deixe muitas saudades este video do Porto.

      Eliminar
  10. Muito interessante, Ricardo!
    Engraçado que me parece ver, a dado momento, no vídeo do Porto um artista que se prepara para instalar o seu cavalete junto ao rio, do lado de Gaia. Ou seja, há coisas que não mudam. É que quando visitei o Porto, há uns anos, vi muitos artistas desenhando e pintando naquele local. :)

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Se me permites, Ricardo, eu respondo à Luisa :
      Este é um retalho do filme "O Pintor e a Cidade", um documentário de curta-metragem de Manoel de Oliveira. O filme é uma simbiose artística entre dois grandes representantes das artes visuais - A Pintura e o Filme (A Imagem) !
      O documentário completo é este :
      https://www.youtube.com/watch?v=zHf7rUhUPOw
      ... e na realidade, não era nem é habitual verem-se pintores naquele local ! Pode ter sido ocasional, naquele momento, estarem alunos das Belas Artes a fazer um trabalho prático e aquele ser um local privilegiado de "uma vista do Porto" !

      Eliminar
    2. Obrigada Rui. Vou seguir esse link. Mas sim, naquele dia estavam vários jovens, a desenhar e a pintar o rio e os barcos. Até fotografei um ou outro caderno nas mãos dos artistas.

      Eliminar
    3. Obrigado Luísa pela visita e ao Rui pelas explicações e pelo link sobre a curta-metragem do Manoel de Oliveira.
      Abraço para ambos

      Eliminar

Eu fiz um Pacto com a minha Língua, o Português, língua de Camões e de Pessoa.